Dicas

Luto nacional pelo massacre em Suzano

Como não se comover com tamanha barbárie?!

Como vocês puderam acompanhar, na última semana o Brasil e o mundo recebeu com pesar a notícia do massacre de Suzano, em São Paulo. Depois do ocorrido, todos ficam querendo saber o motivo de tanta violência. Mas será que no fundo já não sabemos?

Os pais não são mais autoridades para os seus filhos, os professores não são mais autoridade para seus alunos. Vivemos dias de liberdade ampla e sem restrições, onde tudo é liberado e permitido. Somente direitos, direitos, direitos, nada de deveres ou cobranças.

Hino ou bandeira é ofensivo. Disciplina e hierarquia é tortura, baile funk é cultura, onde jovens usam drogas, fazem sexo na rua, perturbam o sossego das pessoas e o direito de ir e vir, mas se a polícia impedir é repressão. Jogos de vídeo game onde se ganha ponto roubando ou matando achamos tudo isso legal e normal.

Será que não sabemos mesmo o motivo dessa barbárie? Estamos procurando resposta em algo que já está explícito.

Separei para vocês uma pesquisa muito interessante, cuja prévia dos resultados foi divulgada pelo National Institute of Health dos Eua.

Um estudo multicêntrico conduzido ao longo de dez anos, com 11. 000 pessoas, em 21 cidades, ao custo de 300 milhões de dólares, para demonstrar os efeitos da tela (celular, ipad, computador e tv) no cérebro de crianças, adolescentes e adultos.

 

  1. O uso constante de tela provoca atrofia do cortex cerebral, com possível diminuição da receptividade de informações sensoriais (visão, audição, tato, olfato, paladar), pois acabam menos estimulados durante o uso da tela do que em outras atividades.

 

  1. Há sinais de aumento importante da velocidade da maturação cerebral relacionado ao uso de tela, ou seja, aceleração do processo de envelhecimento cerebral.

 

  1. Durante o uso de mídias sociais, há evidências do aumento da liberação de dopamina, que é um neurotransmissor relacionado ao vício. Ou seja, há evidências (que serão melhor estudadas) de que pode viciar quimicamente, como uma droga.

 

  1. Diminui o desempenho em testes de linguagem e matemática.

 

  1. Crianças que aprendem a empilhar blocos e jogar em 2d (por exemplo Minecraft), ao contrário do que se pensava, não conseguem transferir estas habilidades para montar blocos em 3d. Ou seja, a habilidade serve apenas especificamente para o computador, não para a vida real.

 

  1. Existe uma correlação que será melhor estudada (para saber se é uma relação de causa e consequência ou não) entre automutilação em meninas adolescentes e uso de redes sociais.

 

  1. Adolescentes que usam redes sociais menos de 30 minutos ao dia apresentam muito menos sintomas depressivos e autodestrutivos do que os adolescentes que usam redes sociais por um tempo superior a este.

 

  1. Até mais estudos serem apresentados, a recomendação geral é de que as pessoas tentem usar aplicativos que limitem o uso de tela pelas crianças e pelos próprios adultos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *